TBS: Shaper paranaense conversou com o Blog Brazinco | Protetor Brazinco
TBS: Shaper paranaense conversou com o Blog Brazinco


Em 2021, Tiago Bastos Swinka completa 20 anos na arte de fazer pranchas. Sem sequer ter chegado aos 40, ele já construiu milhares de pranchas. Também tem experiência de um veterano, e o mais importante, conta com diversos clientes fiéis de todas as idades e níveis de surf.

tbs-curitiba-surf

Não foi só a paixão pelo esporte, o qual é tão talentoso quanto na arte de construir naves, que se formou o shaper. TBS é formado em design, e sempre foi um amante da tecnologia.
Entre um modelo e outro, o shaper conversou com nosso blog sobre sua jornada e visão sobre o futuro.

Entrevista TBS

Blog Brazinco – Como você vê o mercado de pranchas hoje em dia no Brasil?

TBS – O Brasil tem um litoral gigante, são 7.500 Km de costa, além de que o surf se expande às cidades não litorâneas, como Curitiba onde eu moro por exemplo, até Belo Horizonte e Brasília têm surfistas. Isso abrange um mercado quase imensurável, o que abre oportunidades para muitos shapers profissionais e amadores de fundo de quintal. Agora eu não fico fazendo grandes projeções, meu trabalho é direcionado para o meu público, e é para eles que eu quero cada vez melhorar mais.

Blog Brazinco – As pranchas feitas em massa tiveram um boom no mercado na última década. Shapers de garagem perderam lugar para grandes fábricas que produzem modelos com sucesso comercial aos milhares. Quais as vantagens de uma prancha personalizada e feita a mão em 2020?

TBS – A grande vantagem é ela ser personalizada. Uma conversa com um bom shaper, disposto à ouvir a necessidade do surfista e à colocar seu conhecimento em prol da evolução, independentemente do nível do cliente, pode tornar o surf muito mais prazeroso para este cara. Não necessariamente essa prancha será shapeada à mão. Uma prancha shapeada à mão, envolve muito mais o lado “soul” e aquele lance de ser uma peça única do que técnica.

tbs-shaper


Blog Brazinco – Se você pudesse escolher apenas uma peça. Qual foi a melhor prancha que você fez?

TBS – Tenho um modelo entre os 31 que já desenvolvi, a ESPARTA. Ela é muito versátil, fácil de surfar, confortável e agressiva, então atende a todos os níveis. Mesmo eu usando o recurso da máquina, como todas as pranchas produzidas passam pelas minhas mãos, não tenho limite para trabalhar as medidas, uso todas as referências que o cliente me passar para ajustar todos os detalhes. Comigo não existe esse negócio de tabela de medidas e volume. Agora, uma para guardar para a vida toda, a prancha que fiz para o Mateus Herdy, que ele ganhou o título de Campeão Mundial Pro Jr 2018 – modelo DNA 5’8” x 18.06” x 2.16”

Blog Brazinco –    Mesmo novo, você já é um dos shapers mais experientes do Brasil. Como funciona seu processo de evolução? Como você busca conhecimento para não ficar no conforto de seus modelos que já tem espaço no mercado?

TBS – Eu sou? Hahah Obrigado! O principal do processo de evolução é ouvir, considero todos os “feedbacks” que recebo, do iniciante ao profissional. A busca por algo novo me motiva, desafios me motivam, resultados me motivam. Como sou formado em design de produto, minha busca vai além do shape, sou fissurado em estudar materiais e processos, busco informações e trago para dentro da fábrica. Ampliar o conhecimento pode vir de uma simples conversa com alguém na água surfando ou das minhas viagens onde sempre me envolvo nas fábricas e lojas de prancha pelo mundo.

 

tbs-entrevista-shaper-curitiba

Blog Brazinco – O que faz o TBS feliz hoje em dia?

TBS – Muitas coisas me fazem feliz, mas as mais simples, tipo acordar cedo, ir à praia com minhas esposa e filhas, pegar um tubinho…

Blog Brazinco – Qual modelo você recomenda para alguém que quer começar a surfar depois de adulto?

TBS – Entre os modelos TBS, a T-Rex foi desenvolvida para quem quer começar depois de adulto, visando chegar a um surf performance e para aquele que surfavam quando jovens e querem voltar depois de vários anos parados. Resumindo é uma prancha mais larga, com área no bico e um fundo e bordas trabalhados em conjunto para facilitar as primeiras trocas de direção, esses movimentos vão fazer a pessoa se apaixonar por surf!

Blog Brazinco – Fale um pouco sobre os lançamentos e o rumo da empresa em 2020.

TBS – A cada ano desenvolvo 2 modelos novos. Não chego a tratar como lançamento, gosto das coisas fluindo naturalmente, um modelo novo vai ser testado pelos atletas, por alguns clientes e por mim, nesse processo faço ajustes e estes ajustes vão continuar a cada prancha. Esse lance do marketing a todo custo não me pega. O rumo da empresa é seguir fazendo o que amamos, acreditamos no nosso conceito e isso nos dá uma base sólida para seguir!

TBS é parceiro antigo do Protetor Brazinco, e está na equipe desde nossos primeiros passos. Além de fazer parte da nossa equipe, TBS foi uma das pessoas convidadas para testar nosso produto antes do lançamento, ajudando a desenvolver o protetor que vocês tanto amam. Tiago está sempre representando bem a marca, seja na sala de shaper, ou dentro ‘água.

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Escrito por: Equipe Brazinco

Leia mais:

Playlist Brazinco Spotify Active Winter

Playlist Brazinco Spotify Active Winter

50 Músicas para você manter sua atividade favorita no Inverno! O Blog Brazinco preparou mais uma playlist para você jogar a preguiça para longe e manter sua rotina de treinos nas temperaturas mais baixas do ano! Agora coloca seu fone de ouvido e se prepare para uma...