As melhores fotos de Carlos França, e a história por trás de cada uma delas | Protetor Brazinco
As melhores fotos de Carlos França, e a história por trás de cada uma delas

O Blog Brazinco conversou um pouco com o fotógrafo da equipe Carlos França. O curitibano nos enviou suas cinco fotos favoritas e contou a história por trás de cada uma delas.

Muitos fotógrafos de surf acabam migrando para outras áreas. Com Carlos foi diferente. Já fera nos cliques, ele descobriu esse talento em um trabalho com uma escola de surf.

Carlos França percebeu que só o talento e a visão não bastavam. Ele buscou aprimorar-se dentro da área da fotografia aquática. Aulas de natação, apneia, musculação e um maior estudo das técnicas fotográficas, previsões das ondas. Segundo ele, a captação dentro e fora da água vai muito além de apertar um simples botão da câmera.

Carlos já fez diversas viagens internacionais e filmou atletas profissionais neste curto período. Carlos, como ele mesmo se define, segue escrevendo com luz, sempre blindado com Brazinco.

 Fotos Favoritas – Carlos França

Ilha do Mel

Lugar que escolhi para morar e aonde já estou alguns anos. Um dos cenários mais lindos do mundo para fotografar e filmar. Praia Grande, canto esquerdo. Essa onda quando quebra é perfeita, e a praia lindíssima!!!! É um dos meus lugares preferidos.

Ilha do Mel II

Outra na Ilha do Mel. Uma das minhas especialidades é fotografar luz onde existe tanto o sol nascendo, quanto se pondo. Aqui é a Praia de Fora, lugar que rola altas ondas. Visual fantástico com vista para o farol.

Keramas, Indonésia

Esta foto foi feita na Indonésia, em Keramas Beach ao amanhecer. O curioso são as várias pessoas colhendo pedras. Depois descobri que eles colhem as melhores para confeccionar artesanatos. Nesta praia, eu tive uma grande experiência como fotografo. Fui seco para entrar com a caixa estanque na água, mas assim que entrou a sessão, fiquei paralisado, pois foi um dos maiores mares que já presenciei.  Foi aonde vi muita gente ser varrida da água com isso. Tive a humildade de pegar meu tripé com uma tele, achar a melhor posição e fotografar de fora d’água.

Uluwatu, Indonésia

 Esta imagem mostra uma das maiores lições como fotografar na indonésia. Esta macaca acabou pegando meu celular em um vacilo na praia de Uluwatu. Demorei 2 horas para recuperar o mesmo, depois de um local dar três ovos cozidos para ela. No começo, fiquei desesperado pois era meu celular, estava em outro pais e ainda pelo macaco ser um animal sagrado por lá.

Depois de tudo, ela jogou o celular no chão e foi embora. Aprendi que não dá pra vacilar rsrs, e devemos respeitar tanto os locais de qualquer região, quanto os animais nativos.

Obs: Sempre que for fotografar surfistas neste pico , converse antes com os fotógrafos locais.  O localismo é grande na fotografia nesse pico e é o ganha pão de vários ali. Eu estava com um grupo grande, e fui me apresentando aos locais.  Não tive problemas, eles fizeram uma grana também.

Saquarema – Adriano de Souza

Essa imagem tem muitas coisas envolvidas pra mim…

Primeiro, ser convidado pela Brazinco para fotografar nada mais nada menos que o campeão mundial Adriano de Souza. Isso foi na sua volta ao Tour em Saquarema, depois de uma grave lesão .

Então ficou o sentimento de : poxa que bacana estar sendo convidado para tal Job, de grandíssima responsa, envolvendo um dos melhores atletas do mundo de surf.


O bacana de fotografar para o Protetor Brazinco é poder fazer estas viagens. É a vibe, a amizade e as risadas. É sempre muito aprendizado e crescimento.
Eu sou suspeito pra falar do Brazinco, porque o Rafael é meu amigo e vizinho de infância. O Juliano é um cara muito gente fina, com um coração gigante. Claro que , separamos as amizades do trabalho , mas você poder fotografar em um ambiente de amigos é a melhor coisa que tem.
O mais engraçado neste meio da fotografia, são as pessoas que acham que você está rico por viajar pra cá e pra lá, dentro e fora do país rsrs.

Nem imaginam quanto trabalho tem por trás de tudo, chegar na praia ainda de madrugada, assim como chegar e dormir tarde da noite. Ainda ter que limpar os equipamentos, separar material, carregar tudo e deixar pronto para outro dia.

As vezes nem tempo de comer temos, tem que ser tudo rápido. Mas isso faz parte daquilo que escolhemos. Se eu me arrependo? Nem um pouco!!! Meu sonho é viajar fotografando e filmando atletas profissionais de surf, assim como gerar conteúdo para marcas de surf. Então, se eu estiver 24 horas na estrada viajando; seja no aeroporto, ônibus ou carro, pode ter certeza que serei a pessoa mais feliz da face da terra.

Conheça mais um pouco do trabalho do Carlos França abaixo.

Site: http://carlosfrancaphotography.com.br/

Instagram: https://www.instagram.com/carlosfrancaphotography/

0 comentários

Trackbacks/Pingbacks

  1. Além do Surf: aonde mais está o Protetor Brazinco? | Protetor Brazinco - […] time de imagem e vídeo é de dar inveja para qualquer um. ShotSpot, Guartelá Filmes e Carlos França são…

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Escrito por: Equipe Brazinco

Leia mais:

Dicas de Fotos de Surf Aquáticas – ShotSpot

Dicas de Fotos de Surf Aquáticas – ShotSpot

A ShotSpot é da #familiabrazinco. Hoje no Blog temos um post especial dos nossos parceiros dando dicas de fotografia. A crew de fotógrafos foi criada em 2008 na Gold Coast Australiana pelo fotógrafo e videomaker Douglas Cominski. Desde 2011 vem atuando no Brasil, mais...

10 Fotógrafos de Surf para você seguir no Instagram

10 Fotógrafos de Surf para você seguir no Instagram

A fotografia de surf é intrínseca ao esporte, verdadeiramente inseparável. Foi ela que nos contou as origens do surf, desbravou novos picos e ainda aguça a vontade de praticantes em um simples passeio no Instagram. Os fotógrafos são artistas pitorescos, trabalham...