Adriano de Souza preparado para a 500º bateria de sua carreira | Protetor Brazinco
Adriano de Souza preparado para a 500º bateria de sua carreira

O último ano da carreira de Adriano de Souza está sendo atípico pela pandemia que continua a atingir diversas localidades do mundo. Mas uma coisa é certa; Adriano vai competir na bateria número 500 de sua carreira.

Depois de anunciar sua aposentadoria no ano passado, esse é mais um recorde que vai ficar na história do nosso campeão.

Operação de Guerra

A WSL teve que fazer uma operação de guerra para organizar a perna australiana de 2021. Depois de ter problemas sérios no Havaí, aonde apenas um dos diversos eventos conseguiu ser realizado, a entidade mudou seu circo para a Oceania, aonde a pandemia está controlada desde o ano passado.

Os atletas tiveram que ficar 14 dias de quarentena em seus quartos de hotéis, além de fazer diversos testes na chegada e na saída.

Agora, em um ambiente seguro, poderemos ver novamente os melhores do mundo em ação em quatro etapas:

1 -11 de Abril

Rip Curl Newcastle Cup presented by Corona

Newcastle, NSW, Australia

16 – 26 de Abril

Rip Curl Narrabeen Classic presented by Corona

Narrabeen, New South Wales, Australia

2 – 12 de Maio

Boost Mobile Margaret River Pro presented by Corona

Margaret River, Western Australia, Australia

16 – 26  de Maio

Rip Curl Rottnest Search presented by Corona

Rottnest Island, Western Australia, Australia

Enquanto a ação não começa, vamos relembrar cinco baterias inesquecíveis do Adriano de Souza?

5 Baterias Inesquecíveis do Adriano de Souza

A missão de escolher cinco entre 500, não é nada fácil. Mas separamos 5 momentos mágicos que vão ficar marcados na cabeça de todos os fãs do surf no mundo inteiro.

Filipe Toledo vs. Adrinao de Souza – 2015 Hurley Pro – Trestles

Em uma bateria eletrizante, Adriano acabou se saindo melhor na disputa contra o favorito em ondas pequenas Filipe Toledo. Mineiro mostrou muita garra e astúcia, além de manobras modernas, para passar esta bateria contra o jovem atleta.

Adriano de Souza vs. Chris Davidson – 2009 –  Billabong Pro – Mundaka

Esta bateria é histórica na carreira de Adriano por ter sido sua primeira vitória em um evento da primeira divisão do surf mundial.

Adriano derrotou o australiano Davidson com duas ótimas notas nas longas esquerdas espanholas, 7,50 e 8,90.

Adriano de Souza vs Ítalo Ferreira – 2019 – Tahiti Pro – Teahupo’o

Adriano enfrentava a sensação brasileira Ítalo Ferreira nas pesadas ondas do Taiti. Adriano estava perdendo a bateira até os momentos finais, quando dropou em uma onda fabulosa saindo como um foguete na baforada.

Adriano de Souza vs Kelly Slater – 2011 – Rip Curl Pro – Peniche, Portugal

A vitória mais emblemática de Adriano contra o maior surfista de todos os tempos. Kelly era o favorito no embate, havia despachado com facilidade todos seus rivais até chegar à final. Mas o momento de Kelly não foi páreo para os tubos de Adriano. Adriano venceu o evento e ficou mais perto do seu título mundial.

Adriano de Souza vs Mason Ho – 2011 –Pipemasters – Havaí

A bateira mais importante da carreira de Adriano foi contra um local perigosíssimo e especialista em Pipeline. A missão de vencer Ho vinha com a recompensa do título mundial. Adriano levou a bateria, o título e também o evento em um dia heroico para o surf nacional.

Gostaram das memórias? Quem achou que ficou faltando alguma bateria é só comentar abaixo!

 

 

 

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Escrito por: Equipe Brazinco

Leia mais:

Circuito Da WSL começa hoje com formato modificado pela pandemia

Circuito Da WSL começa hoje com formato modificado pela pandemia

Quem estava ávido para ver de novo seus surfistas favoritos em uma bateira, a espera chegou ao fim. O formato da WSL foi totalmente remodelado para diminuir o risco de os surfistas serem pegos de surpresa com restrições de viagem, e também para aproveitar o inverno no...